Trens batem na estrada de ferro para Machu Picchu, no Peru

Acidente ocorreu porque um dos trens parou devido a um protesto de moradores, entre Ollantaytambo e Machu Picchu Pueblo.

Os dois trens colidiram na manhã desta Terça-feira (31), por volta das 10:20hs na via férrea que dá acesso a Machu Picchu, no km 88 da estrada de ferro, na região de Águas Calientes, deixando vários feridos leves e dois em estado grave, além de danos materiais.

Um dos passageiros contou à agência Andina que o trem da companhia Inca Rail estava parado na estrada por causa de um protesto quando a composição foi atingida por outro trem da PeruRail, em uma colisão traseira.

Segundo o chefe dos bombeiros de Cusco, Rómulo Centeno, 10 unidades de resgate e 35 bombeiros foram ao local. Várias pessoas ficaram feridas, destas, duas com gravidade. Os dois feridos graves foram transportados ao posto de saúde mais próximo, para receberem s primeiros atendimentos e após estabilizados serem removidos para Cusco.

O destino da maioria dos turistas que viajavam no trem impactado, que estava parado nos trilhos, era Aguas Calientes (Machu Picchu Pueblo) – “Dois assentos do trem Inca Rail sairam voando” – disse uma testemunha.

Machu Picchu, nome na língua quéchua que significa “montanha velha”, está localizada sobre uma montanha de granito e abriga impressionantes construções erguidas com pesados blocos de rocha. O destino é para muitos a viagem dos sonhos e tratando-se de uma das cidades “perdidas” mais populares do mundo, cheia de mistérios sobre aos motivos de sua criação e serventia, o local, que é declarado pela Unesco como Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade, está a 74 quilômetros de Cusco e a 2.350 metros acima do nível do mar e recebe anualmente mais de 1,5 milhões de visitantes.

Curta e Compartilhe!
0